FAMÍLIA CRIA SITE PARA VENDER 75 FIAT POR US$ 250 CADA

Modelos estão nos EUA à espera de um dono mas nenhum tem condição de rodar

Se você gosta das marcas Fiat, Alfa Romeo e Lancia vai adorar conhecer essa história. Matt e Ginger Dotter são filhas de Tom Dotter, um ex-militar, mecânico e colecionador de carros da marca Fiat. Desde 1983 Tom mantinha uma oficina especializada em peças de carros italianos na cidade de Englewood, no Colorado e chegou a fundar um clube de entusiastas da marca, o que é raro nos Estados Unidos. No entanto, este apaixonado por esportivos pequenos faleceu há três meses e deixou a família sem recursos a não ser a imensa oficina e seu acervo de carros por restaurar.

Assim a família Dotter resolveu anunciar as raridades pela internet. A história tomou uma grande proporção que Matt e Ginger chegaram a pedir que as pessoas não fossem ao local, pois não tinham equipe para atender o público.

Assim, anunciaram 75 carros das linhas Fiat, Lancia, Alfa Romeo e até alguns Subaru pelo preço unitário de US$ 250. A condição é pagar em dinheiro, retirar o carro pessoalmente no estado em que se encontra e fazê-lo até dia 31 de agosto.

No lote estão carros pequenos como o Lancia Yugo, um divertido hatch com motor 1300cc usado em muitos modelos Fiat e que resulta em um carro potente para o seu tamanho. Foi vendido nos Estados Unidos entre 1985 e o início dos anos 1990 com relativo sucesso.

Também há várias unidades do Fiat 850 coupé que fez sucesso no final dos anos 1960 nos Estados Unidos. Tinha motor de 843cc e 52cv, o que parece pouco mas resultava em um desempenho satisfatório para um carro de 700Kg. Um 850 coupe em bom estado está avaliado em US$ 18 mil, cerca de R$ 68 mil.

Também faz parte da coleção que aguarda restauro um Fiat 128. Esse veículo foi vendido com sucesso nos anos 1970 em muitos países, com inúmeras variações na Europa, União Soviética, África e América do Sul. Deu origem a um coupé desenhado pelo estilo Bertone, uma família de sedãs feitos na Iugoslávia sob a marca Zastava até os anos 1990 e serviu de base para o Fiat 127, conhecido aqui como Fiat 147 que foi produzido no Brasil de 1976 a 1987.

Outro esportivo que faz partre da lista é o Lancia X1/9. Chegou no ano de 1972 como esportivo de dois lugares com carroceria targa e motor 1.3 litro de 74cv e 1.5 litro de 85cv, ambos com carburador Weber de corpo duplo e ótimo desempenho para a época.

Nos Estados Unidos foi lançado em 1974, época em que os muscle cars com motor V8 perdiam espaço para modelos pequenos. Em 1980 ganhou injeção eletrônica e fez sucesso principalmente na Califórnia e mesmo com a saída da Fiat dos EUA em 1982, o carro continuou sendo vendido como Bertone X1/9 por mais sete anos. Um carro restaurado da linha X1 vale aproximadamente US$ 20 mil, cerca de R$ 75 mil.

Também há duas station wagon 131 neste lote de veículos. A motorização na Europa é a mesma do modelo 128, mas nos Estados Unidos ele ganhou motor 1.8 e transmissão automática de três marchas. Era concorrente de peruas de tamanho reduzido como a AMC Eagle, Buick Skyhawk e Volvo V60, que liderava as vendas de carros familiares desse porte.

E para trazer o carro quanto custa?

E antes que se anime, saiba que trazer o carro para o Brasil não é tarefa fácil. O custo de transporte para cá fica em torno de US$ 8 mil, cerca de R$ 30 mil e a nacionalização deverá custar mais o dobro disso. Além de transportar, o carro terá que pagar 40% de IPI, 35% de imposto de importação, 9,6% de Cofins, 2% de PIS-PASEP, 18% de ICMS (São Paulo), R$ 6 mil de armazenagem no porto e mais cerca de R$ 6 mil da taxa da Marinha Mercante, sem falar na nacionalização e regularização do carro no país. O detalhe é que apesar do baixo preço do carro, as autoridades do Brasil podem avaliar o veículo pelo valor máximo estimado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.